O Truque dos Solos de Blues: a Blue Note

Por Emiliano Gomide

Essa é uma técnica muito fácil de usar, mas é preciso saber quando usar. Com ela você transforma um solo comum em um verdadeiro solo de blues, do jeito que o B.B. King gosta. Falando nisso, prepare-se para entrar numa viagem pelo tempo que fará com que você expanda seu vocabulário de solos de guitarra. Tudo que você precisa fazer é adicionar uma nota extra.


A blue note é uma das principais características do blues. É um daqueles sons que ao escutar, você sabe imediatamente que tipo de música está escutando. Há muito tempo atrás, no final do século 19, começou a surgir a sonoridade blues nas comunidades afro-americanas, bem no sul dos Estados Unidos. No entanto, foi só no final da década de 50 e início dos anos 60 que foi “descoberta” a blue note. Ela estava lá o tempo todo, mas só então os guitarristas começaram a gostar de tocar aquela nota escondida entre as notas da escala pentatônica. Como o nome diz, essa escala possui 5 notas. Por exemplo, a escala pentatônica de Lá menor é: A – C – D – E – G. Mas quando adicionamos a blue note, essa escala passa a ter 6 notas, chamando-se escala de blues e fica assim: A – C – D – D# – E – G. No caso, o Ré sustenido (D#) é a blue note da escala de Lá menor.

Como usar a blue note

A blue note adiciona tensão. A melhor forma de usá-la é como uma nota de passagem. Isto é, evite ficar muito tempo numa blue note quando estiver solando, pois pode soar meio estranho. Quando estiver tocando uma frase ao solar, você pode incluir uma blue note entre as notas da escala para enriquecer seu solo. Ela pode servir para dar um som mais peculiar à sua música ou simplesmente para acrescentar mais notas ao solo. Isso mesmo, falando o bom Português, às vezes é bom meter uma blue note no meio do solo só para encher linguiça! Mas, claro, tem que ser com estilo, criando frases que façam sentido. Como a escala pentatônica tem pouquíssimas notas, muitas vezes você irá querer colocar umas notas entre as notas da escala para incrementar a sequência de notas, o que é bom para quem gosta de tocar guitarra com velocidade.

Técnicas que combinam com a blue note

Como a blue note é uma nota de passagem, técnicas de ligados são ótimas. Você pode fazer hammer-on’s e pull-off’s. Você também pode conectar as notas com slides, deslizando o dedo sobre as notas da escala e passando por cima da blue note. Enquanto as notas de fim de frase pedem bends e vibratos, as blue notes devem ir no meio das frases, para adicionar estilo e personalidade. Elas são tímidas, mas charmosas.

“Como o blues em geral, as blue notes podem significar muitas coisas.”
— Peter van der Merwe (1989)

Guitarristas que usam a blue note


Steve Ray Vaughan foi um dos melhores guitarristas de blues que já existiu. Provavelmente, o melhor. Tudo que você pode imaginar sobre blues, ele fazia - todas as técnicas e todas as teorias sobre composição em blues. E, claro, ele usava muito a blue note. Um passatempo legal é escutar as músicas de Vaughan e tentar identificar quais são as blue notes. No início, pode ser uma pouco difícil perceber só com o ouvido, então você pode pegar uma tablatura de um solo, recomendo Pride and Joy, que tem uma progressão bem simples, e olhar quais são as notas do solo que estão fora da escala pentatônica, e, que na maioria das vezes, são blue notes. Outra música que vai animar o seu espírito é Scuttle Buttin’, que é instrumental e tem apenas 1min51s, com um solo animal do início ao fim. Repare que, no bolo de notas que ele toca, ele só enfatiza algumas notas e, como você já sabe, nenhuma delas é blue note, mas ele toca a blue note várias vezes entre as passagens.

Como achar a blue note

A blue note de uma escala maior é a terça menor, que fica a 2 tons de distância da tônica. Por exemplo, na escala pentatônica de C maior: C D E G A, adicione a terça menor, que, neste caso, é a nota Mi Bemol (Eb). Esta é a blue note da escala pentatônica de Dó Maior.

Já na escala pentatônica menor, a blue note é a 4ª aumentada (#4), isto é, a nota que fica a 3 tons de distância da tônica. Por exemplo, na escala pentatônica de Lá Menor, a tônica é Lá e a 4ª aumentada é o Mi bemol (Eb). Esta é a blue note da escala pentatônica de Lá Menor.

Por que a blue note é uma nota de passagem?

A blue note é uma nota de passagem porque ela não tem a característica fundamental para ser uma nota principal, que é fazer parte dos acordes que estão sendo tocados. Um princípio importante para quem gosta de solar é, não só tocar as notas da escala certa, mas também valorizar as notas que pertencem ao acorde que está sendo tocado em cada momento. E, o fato de a blue note não estar na escala é justamente porque ela não está presente nos acordes da música.

Comece a tocar a blue note

Agora você sabe uma coisa que muitos guitarristas não sabem e já pode começar a colocar em prática. Você não precisa tocar a blue note apenas quando estiver tocando blues. Experimente inserir uma blue note num solo de rock, por exemplo. Observe o efeito que ocorre. Outros estilos que usam a blue note com frequência são o jazz, música irlandesa e o bluegrass, que é um Country acelerado. Concluindo, com essa nova nota, você pode fazer muita coisa.

___________________________________________________________________




Quer aprender Modos Gregos? 

Os Modos Gregos são uma forma de solar na guitarra e no violão que permite você criar as mais diversas sonoridades, gerando sensações e emoções inexplicáveis na sua música.

Aprenda todos os segredos no Workshop de Modos Gregos. Na 1ª parte deste Workshop 100% Online e 100% Gratuito vamos ensinar os Modos Gregos desde o início, explicando o que é e como funciona esta abordagem. Na 2ª parte vamos mostrar como aplicar os Modos Gregos nos seus solos, improvisos e composições.


Bons estudos!

GuitarCoast

4 comentários:

jadir joao arnhold Neni disse...

GOSTO DE LER TUAS POSTAGENS , È SEMPRE BOM FICAR SABENDO DOS TRUQUES DOS SOLOS !! VALEU .

Emiliano Gomide disse...

Valeu, Jadir!

Anônimo disse...

Show, acabei de aprender mais um pouco. Vlw!!!!

Emiliano Gomide disse...

Legal, valeu amigo!