10 Razões Para Aprender Velocidade na Guitarra (Parte 2)

Kiko Loureiro - Velocidade e muito conhecimento musical

Obs: este artigo é a continuação do 10 Razões Para Aprender Velocidade na Guitarra (Parte 1)

6 - Ao treinar velocidade, você treina o seu ouvido

Uma música muito boa pode ter um efeito transcendental, te levando a outro estado de espírito e proporcionando sensações sublimes. Mas uma música, por mais sensacional que seja, é apenas a soma de várias partes: vários instrumentos, tocando vários trechos, que, por sua vez, são compostos de notas e ritmos. Ao praticar exercícios de velocidade, você acostuma o seu ouvido a identificar cada nota com mais facilidade, conseguindo quebrar a música em partes, o que é fundamental para entender a criação da música.

Treinar velocidade envolve praticar exercícios repetitivos, o que ajuda a fixar na sua memória auditiva o som de cada nota na guitarra e o intervalo entre elas. Em outras palavras, você passa a conhecer mais profundamente o braço da sua guitarra e suas notas, não só visualmente, mas sonoramente. Ao invés de olhar para ele e ver apenas cordas e trastes, você “verá” notas musicais, pois quase conseguirá escutá-las em sua cabeça só de olhar para elas.

7 - Você melhora muito sua noção de RITMO

A velocidade nada mais é do que uma variação rítmica. E o ritmo é parte fundamental da música. Sem ele, é só barulho. Ritmo não é só a batida, é a forma como são tocados todos os instrumentos, todas as notas. Ele é o coração da música. Saber trabalhar a dinâmica do ritmo é preponderante para criar músicas interessantes. O ritmo é tão importante que se tornou a principal característica dos diferentes estilos musicais. Por exemplo, uma das diferenças entre o reggae e o ska é o ritmo. O mesmo ocorre com o rock, metal e o hardcore. Entre blues e bluegrass também. E a lista continua.


Ao treinar velocidade, com um metrônomo para marcar o tempo, aos poucos, você vai aumentando a batida para tocar mais rápido. Esse simples processo de treinar com uma batida constante tem um efeito surpreendente. Sem perceber, você passa a dominar o tempo da música, conseguindo brincar com ele. Ao dominar o ritmo, você entra em sintonia com a música, ganhando aquilo que chamamos de feeling. Com isso, você saberá o momento certo (timing) de tocar cada nota.

8 - Se você quiser ser profissional, é uma grande vantagem

Se o seu sonho é ganhar dinheiro fazendo aquilo que ama, vivendo de música, é quase imprescindível ser habilidoso, seja para tocar numa banda ou para dar aulas, para gravar ou compor músicas. Um músico profissional precisa tocar com naturalidade.



A naturalidade está em você tocar dentro da sua velocidade natural, que é aquela em que você consegue tocar sem erros e de forma confortável, mas não é a sua velocidade máxima. A velocidade natural é sempre bem abaixo da sua velocidade máxima. Então, quanto mais você aumentar a sua velocidade máxima, maior será a sua velocidade natural e mais confortável você se sentirá para realizar qualquer trabalho com música.


9 - Ao treinar mais rápido, você conseguirá pensar mais rápido

Para tocar guitarra com velocidade, você precisa pensar em cada nota a ser tocada, ainda mais rápido. Mas como conseguir isso?

Você já parou para observar que diferentes pessoas pensam em velocidades diferentes? Você consegue notar isso pela forma como elas falam. E como deve ter reparado, quando nós entendemos do assunto que estamos falando, também conseguimos falar mais rápido, pois conseguimos pensar mais rápido, já que as diferentes ideias que temos sobre o assunto já estão bem conectadas. Pensar é conectar ideias, fazendo com que diferentes áreas do cérebro se comuniquem. Ao treinar velocidade na guitarra, você está criando novas conexões neurais e fortalecendo as conexões existentes entre dedos, mãos, braços, ligamentos, músculos e articulações com a sua mente, para que essas partes do seu corpo consigam obedecer, em sincronia, às ordens que você der. Assim, uma vez que os neurônios responsáveis pelos movimentos de tocar guitarra já estiverem superconectados, você conseguirá pensar mais rápido sobre os movimentos que precisa fazer e, consequentemente, conseguirá tocar mais rápido. Por isso, quando você estiver treinando, pense no tipo de conexões que está desenvolvendo. Depois que elas estiverem criadas, você poderá usá-las quantas vezes quiser e com bastante rapidez. É como construir pontes.


Além disso, ao fazer exercícios de velocidade, você está treinando sua memória. Quanto mais você treina, mais você memoriza as notas das escalas musicais. E quanto mais rápido você consegue lembrar-se delas, mas rápido você consegue usá-las.

10 - Aumentando sua velocidade, você expande sua criatividade

Beethoven e Mozart, considerados gênios da música criaram composições riquíssimas e com uma complexidade que assusta até hoje. Ambos eram exímios pianistas, considerados brilhantes improvisadores. Eles usavam a técnica para abrir caminho para a criatividade. Suas músicas variavam de passagens bem lentas até muito aceleradas. Essa dinâmica sempre chamou bastante atenção, pois a música, de certa forma, retrata a vida e as emoções, que nunca são as mesmas, e que precisam ser representadas por tonalidades e velocidades diferentes. Beethoven e Mozart não precisavam tocar rápido para fazer uma boa música, mas eles não conseguiriam expressar todos os sentimentos que encontramos em suas músicas, caso eles não conseguissem tocar com a velocidade que alguns trechos exigem.



Quem já compôs uma música sabe que a criatividade é um processo contínuo. A música não surge inteira na cabeça do compositor de uma vez só. Primeiro, aparece uma parte, depois vem outra e mais outra. O que a técnica faz é não deixar você empacar em uma dessas partes, te ajudando a tocar aquilo que está em sua imaginação e fluir no processo criativo. Assim, quando você aumenta sua capacidade de tocar rápido, seu potencial criativo também aumenta, pois o número de variações musicais que você consegue criar aumenta.

Concluindo, com mais técnica, você irá tirar sons alucinantes com a sua guitarra. Conquiste a velocidade que está ao seu alcance e prepare-se para tornar-se o melhor guitarrista que você pode ser.


Aprenda mais em Tudo Sobre Velocidade e Arpejos.

___________________________________________________________________




Quer aprender Modos Gregos? 

Os Modos Gregos são uma forma de solar na guitarra e no violão que permite você criar as mais diversas sonoridades, gerando sensações e emoções inexplicáveis na sua música.

Aprenda todos os segredos no Workshop de Modos Gregos. Na 1ª parte deste Workshop 100% Online e 100% Gratuito vamos ensinar os Modos Gregos desde o início, explicando o que é e como funciona esta abordagem. Na 2ª parte vamos mostrar como aplicar os Modos Gregos nos seus solos, improvisos e composições.


Bons estudos!

GuitarCoast

Nenhum comentário: